Sobre mim

zé pedro miranda 1

José Pedro de Castro e Costa Morêda de Miranda

Idade: 40 anos

Data nascimento: 26 Dezembro 1968

Naturalidade e residência: Santo Tirso

Formação:

  • Licenciatura em Relações Internacionais
  • Técnico de higiene e segurança no trabalho

Profissão: Director de Balcão/Bancário

Cargos exercidos:

  • Conselheiro Municipal em representação dos estudantes do Concelho de Santo Tirso
  • Presidente da Mesa da Assembleia-geral da Associação de Jovens do Vale do Ave
  • Director do Futebol Clube Tirsense
  • Director do Club Thyrsense
  • Relações públicas dos Empreendimentos Turísticos da Pedra do Couto
  • Membro do Grupo São José
  • Presidente do Rotaract Club Santo Tirso

Cargos Políticos exercidos:

  • Vereador da Câmara Municipal de Santo Tirso
  • Deputado à Assembleia Municipal de Santo Tirso
  • Conselheiro Distrital PSD do Porto
  • Membro da Concelhia PSD de Santo Tirso
  • Membro e conselheiro da Distrital JSD do Porto
  • Presidente da Concelhia JSD de Santo Tirso
  • Presidente de Núcleo PSD de Santo Tirso / Couto, São Miguel

Discurso apresentação candidatura:

Caras e caros tirsenses, gente boa da minha terra,

Estamos no largo coronel baptista coelho. Escolhemos este local simbólico para apresentação pública da minha candidatura à junta de freguesia de Santo Tirso, precisamente porque o coronel baptista coelho, natural desta nossa terra, foi um verdadeiro homem de combate. O mais ilustre militar tirsense.

Simbólico porque hoje começa o nosso combate por Santo Tirso. O combate da honestidade, da seriedade, da política da verdade. O combate pelos superiores interesses dos tirsenses.

Podem todos os tirsenses ter a certeza de que defenderei sempre, enquanto presidente de junta, os seus valores, os seus projectos, os seus interesses. A todos estarei com a porta e de coração aberto.

Esta minha disponibilidade é a face mais visível do combate pela seriedade, transparência e verdade na política.

É uma candidatura por Santo Tirso e com Santo Tirso e por todos os tirsenses. Não tenho outras veleidades, não é movida por vaidades ou orgulhos pessoais e não gravita em interesses mais ou menos obscuros porque não os tenho e como todos vós me conhecem, amo demasiado esta terra para a poder de qualquer forma e alguma vez a confundir com patamares e objectivos de poder, porque, para mim e para nós, o poder é e será sempre de todos e para todos e nós apenas seus fiéis depositários.

Ponderei, reflecti, mas nunca relaxei em relação ao estado da minha terra, da nossa terra. O valor da nossa terra fala mais alto. É este o momento que a terra precisa, é este o momento que eu me disponibilizo para a mesma.

Caras e caros tirsenses, a freguesia de Santo Tirso tem inúmeras carências: das acessibilidades á pobreza envergonhada; do desemprego à ausência de um programa de cultura contínuo e que sirva efectivamente todos os tirsenses. Inúmeras carências que porventura vos cansaria de estar a enumerar. Sejamos positivos.

A freguesia de Santo Tirso detém um orçamento anual que ronda os 300.000 €, vejam bem, 300.000 € para cerca de 15.000 pessoas, que dá uma média de 20 euros por pessoa, e estamos a excluir o também apoio fundamental que se deve e pode dar ás cerca de 25 associações/instituições que existem na nossa freguesia.

Candidato-me com a preocupação fundamental de ajudar a minha terra a desenvolver-se, a singularizar-se positivamente em relação ás suas vizinhas, a ser o motor propulsor do nosso concelho.

Acredito em Santo Tirso, acreditem em Santo Tirso. Daí o apelo em funcionarmos em rede, em funcionarmos em equipa, pois todos somos poucos na contribuição para o bom desenvolvimento de Santo Tirso.

Não ando, nem andarei ao sabor dos ventos, contem connosco para haver ambição, arrojo, para querermos e ambicionarmos bem mais e melhor.

Daí que Santo Tirso precise de atrair riqueza, de criar riqueza, e para isso temos que acreditar em primeiro lugar e antes de tudo, nos tirsenses, na sua vontade e capacidade de trabalho; dos trabalhadores e dos empresários, dos nossos comerciantes; que ninguém, absolutamente ninguém ande de chapéu na mão, como se do poder publico dependa para trabalhar. Proponho que trabalhemos entre iguais, que arranjemos soluções entre iguais, que lutemos pela nossa terra entre iguais. Garantidamente Santo Tirso ganhará.

Quero-vos transmitir que as grandes prioridades da nossa freguesia serão:
– criação de riqueza e trabalho;
– acção e apoio social, particularmente aos mais carenciados, aos idosos, ás classes de risco;
– à cultura: Santo Tirso pode e deve fazer a diferença por aqui: temos tanta gente boa, tanta gente capaz, tanta gente com vontade em divertir-se, a partilhar o conhecimento;
– desporto e ao acesso ao desporto para todos, particularmente aos mais jovens.

Espero merecer a confiança de todos os tirsenses. Empenhar-me-ei, juntamente com a minha equipa, por modernizar Santo Tirso. Com Santo Tirso no coração.

Que o futuro que hoje aqui começa, contribua para a construção de uma comunidade tirsense ainda mais dinâmica e mais justa, mais interventiva e reivindicativa.

Mas peço sobretudo a todos que com a mesma disponibilidade despreocupada com que assumimos esta candidatura, que nos ajudem a transmitir esta mensagem de confiança, de esperança, de expectativa, de respeito por todos… sim porque a nossa candidatura não é contra ninguém.

É pela nossa terra, por Santo Tirso, sempre por Santo Tirso, para que mais não se diga que Santo Tirso está parado no tempo, porque connosco, com todos vós, e com todos aqueles que se disponibilizarem para este projecto, e peço-vos do coração que envolvam amigos, familiares e conhecidos porque ficará sempre registado no presente e no futuro que a nossa candidatura é por Santo Tirso, só por Santo Tirso e protagonizada por todos nós, todos vós tirsenses que amam de facto Santo Tirso e que só querem que Santo Tirso evolua, progrida, e que seja cada vez melhor.

Não admito, nem admitimos que nos envolvam em especulações fáceis. É normal em santo tirso especular facilmente, mas também vai passar a ser normal que Santo Tirso deixe a cultura do serrote, e que passe à cultura dos projectos, das obras e dos valores a preservar.

O nosso programa é a nossa terra. Tem que ter uma politica concertada e global; não se deve confundir com acções isoladas por muito mérito que tenham e quero aqui deixar uma palavra de admiração e reconhecimento ao actual elenco da junta de freguesia, eleito pelo partido que me apoia, por tudo o que de bom fez por Santo Tirso;

Também com todos aqueles que assumem, que se disponibilizam para este combate em Santo Tirso, por outras forças partidárias ou independentes, desejamos-lhes a melhor sorte do mundo.

E é com esta ultima palavra demonstrativa do nosso espírito aberto e agregador que publicamente assumimos que não somos contra ninguém.

Somos talvez diferentes, com projectos e vontades provável e seguramente diferentes, mas caras e caros tirsenses, é na diferença que a democracia se assume e com esta liberdade e por esta liberdade queremos Santo Tirso melhor.

Estamos a cumprir o nosso papel, estamos a assumir a nossa vontade, convictamente estamos neste combate e por isso apelamos para que votem em nós, apesar do reconhecimento dos outros.

Achamos que somos capazes de ser diferentes. Também queremos ser diferentes e é essa diferença que vai concluir que no dia 11 de Outubro de 2009 Santo Tirso vai ganhar.

Permitam-nos: Santo Tirso já ganhou.

Muito obrigado a todos, por Santo Tirso, com Santo Tirso no coração.

*****************************************************************
*****************************************************************

Discurso de apresentação da lista candidata

Boa tarde,
Gente boa da minha Terra,
Cumprimento-vos a todos, presentes e ausentes.
Cumprimento o Dr. João Abreu, o nosso candidato a Presidente da CMST.
Cumprimento o Dr. Paulo Ferreira, o nosso candidato a Presidente da AMST e sem esquecer que actualmente é o nosso Presidente da AF de Santo Tirso.
Cumprimento o Mandatário da candidatura Concelhia, meu caro amigo Prof. Barros da Cunha.
Cumprimento o meu querido amigo e mandatário da nossa campanha para a Juventude, o Bruno Tiago.
Cumprimento o nosso Presidente da CPC/PSD Santo Tirso, Sr. Alírio Canceles
Cumprimento também em especial Carlos Resende, talvez o melhor praticante de Andebol em Portugal de todos os tempos, que nos abrilhanta com a sua presença.

Caras e Caros Tirsenses,

Ambição. Mais ambição. Precisamos de Santo Tirso mais arrojado, mais consciente que é com todos vós, com todos nós tirsenses a funcionarmos em rede, em equipa que a nossa terra se desenvolve, que a nossa terra se singularizará face às suas vizinhas, que aprenderá a ser o motor propulsor do nosso concelho.

Precisamos de mais arrojo a nível social, cultural, económico, ambiental e desportivo.
O segredo está em sabermos escutar, criar, deter imaginação, darmos liberdade de acção e agir.

Tirsenses, não nos esqueçamos que na actual junta de freguesia, a nossa junta de freguesia, que mais uma vez cumprimento, também fizemos obra, ganhamos o nosso edifício sede, ganhamos novas ruas em Santo Tirso, inauguramos a lavandaria e banho social (em cooperação coma cruz vermelha), entre outros. Não só queremos continuar nessa senda, neste caminho, nestes trilhos, como claramente ambicionamos ampliá-lo.
Daí o apelo em funcionarmos em rede, em funcionarmos em equipa, pois todos somos mesmo poucos na contribuição para o bom desenvolvimento de Santo Tirso.

Queremos vos transmitir que no início do mês de Outubro irá chegar ás vossas casas o nosso contrato com os tirsenses, em que iremos apresentar um plano realista, a implementar na nossa freguesia.

Queremos adiantar-vos que a nossa principal preocupação estará virada para as politicas sociais, para o apoio aos jovens, ás famílias, particularmente as mais carenciadas, aos idosos.

Entre vários compromissos destacamos:

No campo social:

Adquirir uma viatura de apoio e transporte aos mais idosos, para possibilitar o acesso dos mais idosos e carenciados aos serviços públicos, nomeadamente de saúde, correios e outros, para que não tenham que despender dos seus parcos recursos, abdicando por vezes de adquirir outros bens de primeira necessidade.

Promover o cartão sénior (idoso) que lhe dará acesso a determinados prestações de serviços (saúde e culturais, entre outros). Incentivar o mesmo, que em colaboração com os comerciantes da nossa terra, venham a obter descontos nas lojas de comércio de Santo Tirso.

Promover uma sala de refeições aos mais carenciados, no combate permanente á pobreza envergonhada da nossa terra.

Promover a proximidade da saúde aos cidadãos.

Preocupação fundamental com o emprego (que tanto afecta esta nossa zona), criando uma bolsa de emprego, que de forma activa, dinâmica, sempre actualizada, estimule as pessoas á procura de emprego e os empregadores; que juntamente c/as entidades que regem esta matéria, nomeadamente o instituto de emprego e formação profissional cheguemos a bom porto;

Promover também os nossos jovens qualificados;

Santo Tirso não merece que andem de chapéu na mão para angariarem emprego.
Criaremos a bolsa da educação, que entre outros, promoverá a recolha de livros e material escolares e respectiva redistribuição, em queremos que participem de uma forma activa as escolas da freguesia, o colégio, as instituições de cariz social, o comercio e as paróquias da nossa terra;

No campo do urbanismo e património, entre outros, poderemos destacar:

– Promover de uma forma clara e inequívoca o nosso mercado municipal, torná-lo atraente, estimular os comerciantes, dar-lhe vida (que diga-se é coisa que hoje não tem); repito é compromisso darmos vida ao nosso mercado municipal;
– Melhorar as paragens de autocarro, nomeadamente abrigos nas paragens;
– Criação de parques infantis, como na poupa e na carvoeira;
– Trabalhar no sentido de implementar o plano pormenor da Quinta de Geão e dos parques de estacionamento na nossa freguesia;
– Apoiar e incentivar via pedonal em pleno centro da cidade, privilegiando a atracção do e ao nosso comercio;
– Apoiar inequivocamente os nossos comerciantes;
– Passeio pedonal e ciclovia nas margens do Ave no âmbito do programa municipal da rabada;
– Construção nova rotunda desnivelada junto ao nó da variante á en 105 ( junto á ponte de frádegas);
– Recuperação dos percursos dos frades, á margem do nosso rio ave;
– Pavimentação do caminho público junto á Quinta de São José;
– Pavimentação da rua da cruzinha;
– Alargamento e pavimentação da rua do Preseiro;
– Alargamento e pavimentação da rua da Poupa;
– Pavimentação travessa Chão da Presa;
– Alargamento e pavimentação rua do Castelinho;
– Pavimentação e aguas pluviais da rua da Padaria;
– Entre outros;

Queremos destacar no campo da segurança e cidadania:

– Implementaremos um serviço de tele alarme para idosos que vivem sós;
– Negociaremos com as autoridades o alargamento do programa “escola segura”;
– Pretendemos colocar bandas sonoras, limitadoras de velocidade e passadeiras nas zonas mais perigosas da freguesia;
– Pretendemos o restabelecimento do limite da nossa freguesia de Santo Tirso com as freguesias de Burgães e Trofa.

No campo da cultura, destacamos:

Propomos que trabalhemos entre iguais, que arranjemos soluções entre iguais.
Pretendemos criar a casa da juventude/oficina das artes, em que os nossos tirsenses possam ensaiar as suas musicas, promover expressões plásticas, com exposições de pintura, escultura, promoção da literatura, apelo á escrita, banda desenhada, espectáculos, etc;

Incentivaremos a oportunidade única de Santo Tirso acolher eventos de forma a colar-se/aproveitar-se do grande acontecimento cultural que é Guimarães – capital europeia da cultura 2012;

Incentivaremos a criação do centro de estudos beneditinos;

Valorizaremos as festividades tradicionais da nossa terra;

Recriaremos a sala multimédia, ampliando-a com mais computadores com acesso a internet de forma gratuita e com projecção de sessões de cinema;

Criação da casa das tradições, como espaço de evocação histórica e etnográfica das tradições mais genuínas de Santo Tirso, bem como incentivaremos a produção escrita sobre a nossa terra; neste espaço pretenderemos também que se façam rendas, bordados, pintura, etc;

Diversificação da oferta cultural, designadamente com a realização de jornadas de literatura oral, ciclos de cinema, cursos de internet sénior, semana das artes, promoção de workshops de música e teatro, dança, pintura, fotografia, moda, desporto, escultura;
incentivar a criação do centro interpretativo virtual para o museu contemporâneo das esculturas ao ar livre.

No âmbito do desporto, destacamos:

Apoiaremos todas as associações, colectividades e clubes da freguesia que incentivem a formação e prática do desporto aos mais jovens;

Promoção do desporto inter-escolar com o torneio inter-escolas;

Incentivaremos a criação de uma aldeia columbófila na nossa freguesia, bem como uma aldeia piscatória no nosso ave, dinamizando estas duas actividades com grande expressão na freguesia e no concelho, com projecção nacional, com realização de provas desportivas;

Festival de jogos populares e jogos de mesa;

Na economia, turismo e lazer:

Promoveremos a realização de uma feira medieval, esteira da nossa tradição beneditina, sempre com a promoção de Santo Tirso, da marca Santo Tirso, com forte empenho na inclusão de Santo Tirso nos roteiros turísticos, em que as nossas empresas de restauração, hotelaria, agencias de viagem estejam sempre envolvidas;

Focaremos que com a promoção da nossa bela terra, com as potencialidades da mesma, aumentaremos o turismo e o desenvolvimento económico da mesma;

Promoveremos os nossos parques industriais e melhoramento acentuado das suas acessibilidades de forma a podermos atrair investimento para a nossa terra, como por exemplo a zona industrial do alto da cruz;

Incentivaremos a criação do parque de campismo e caravanismo de Santo Tirso;
Dedicaremos também a semana de promoção de outras freguesias, pois temos a obrigação de saber que somos sede do concelho e contribuir para um concelho unido.
Promoveremos organização de passeios em grupo, como excursões, marchas, sobretudo dirigidos á 3ª idade;

No que ambiente diz respeito:

Melhoria das condições de recolha dos resíduos sólidos urbanos e incentivo para sua recolha diferenciada;

Zelar pela qualidade da água e do ar e limitação do ruído;

Promover a recolha de óleos (casas/bares/cafés/restaurantes);

Lutar de uma forma contínua e incessante pela despoluição do nosso rio ave/haja consciência colectiva e muito trabalho;

Promoção e organização de campanhas de informação e sensibilização ambientais, particularmente junto das escolas e das associações e colectividades;

Gente boa da minha terra, apresento-vos hoje a nossa/vossa equipa para Santo Tirso para os próximos 4 anos.

Quero-vos transmitir que acima de tudo pretende-se privilegiar a equipa, em detrimento dos protagonismos individuais, pois ganha a equipa, que é Santo Tirso, ganha obviamente Santo Tirso.

Dar-vos-ei a conhecer quem me acompanha na luta de melhores condições para a nossa terra.

Que qualidades exigimos? Serem tirsenses, idóneos e verticais e vivem com Santo Tirso no coração.

Permitam-me antes de finalizar e vos apresentar a equipa saudar e dar o meu apoio público a um homem que acredita vivamente na nossa terra, nas 24 freguesias, no concelho, com ideias e arrojado, o dr João Abreu.

Caras e caros tirsenses
O nosso programa é a nossa terra
Sempre, mas sempre com Santo Tirso no coração

Muito obrigado

%d bloggers like this: